• Prefeitura de Assis Brasil

Fluxo migratório em Assis Brasil é debatido entre Estado e Prefeitura

A Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM) esteve neste sábado, 13, no município de Assis Brasil para tratar sobre a situação migratória na região.


A visita teve o objetivo de alinhar ações e acompanhar a situação do município, que recebe diariamente mais de 100 imigrantes das mais diversas nacionalidades, em sua maioria, venezuelanos, haitianos e cubanos.


A secretária municipal de Assistência Social, Johanna Meury Oliveira, explicou a situação.

“Precisamos de um auxílio quanto a equipe, pois a demanda está muito grande. A intenção deles é usar o Acre como passagem, pretendendo seguir caminho para outros países ou estados metropolitanos do Brasil”, pontuou a Johanna. Os imigrantes aguardam a abertura das fronteiras devido à pandemia de Covid-19.


O Governo do Estado por meio da SEASDHM enviou cestas básicas e kits de limpeza e higiene para auxiliar na manutenção do abrigo, que tem em média 150 imigrantes.

“Estamos aqui representando o Estado, apoiando o município quanto ao crescimento do fluxo migratório. Disponibilizaremos equipe técnica para auxiliar a secretaria municipal com o regimento interno do abrigo, assim como articulação com as demais secretarias de estado e órgãos federais para melhor assistir a população neste momento de emergência “, destacou a secretária da SEASDHM, Ana Paula Lima.

O Grupo Especial de Fronteira (Gefron) também participou da reunião e garantiu apoio ao município nas ações de patrulhamento e reconhecimento dos imigrantes. “Precisamos nos unir para garantir o fluxo desses imigrantes. O batalhão está à disposição do município para atuar no patrulhamento e na atuação com os imigrantes”, destacou o coronel Teles.



Na última sexta-feira, 12, a SEASDHM, realizou uma reunião com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, Secretaria de Estado de Saúde, Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte, para tratar sobre a situação migratória em Assis Brasil, principalmente na manutenção dos abrigos devido a pandemia da Covid-19.


O município de Assis Brasil recebe centenas de imigrantes por ano, pela rodovia que liga o Brasil ao Peru, sendo utilizado como passagem.


Galeria de Fotos


0 comentário