• Prefeitura de Assis Brasil

Após um ano servindo de abrigo, prefeito Jerry devolve escola Edilsa à comunidade escolar

Desde 2020 a escola municipal Edilsa Maria Batista, vinha servindo como abrigo para imigrantes que chegavam em Assis Brasil e ficavam impedidos de atravessar para o lado peruano devido o fechamento da fronteira por conta da COVID-19.

O fato é que, tanto tempo servindo como abrigo acarretou em deterioração do espaço e de diversos equipamentos da escola e com isso é impossível seu funcionamento futuro sem que haja uma reforma completa com adequações, ampliação e aquisição de novos equipamentos, tais como ares-condicionados, ventiladores, etc.


A Prefeitura não tem recursos próprios para reconstruir a escola, logo, o Prefeito Jerry Correia, está se articulando com o Governo do Estado e Governo Federal, e solicitando apoio na reforma da escola, visto que a mesma serviu de abrigo por muito tempo, beneficiando além da população , também o poder executivo estadual e federal, com ônus todo do município.


Dando o pontapé inicial, o Prefeito determinou que a engenheira e o arquiteto do município se reunissem com o gestor da escola para elaborar um projeto arquitetônico de reforma, ampliação e adequação dos espaços, além de colocar na planilha a relação dos equipamentos que precisam ser novamente adquiridos.

“Já está pronto o projeto arquitetônico de reforma, adequação e ampliação da escola para que esteja totalmente recuperada para o futuro início do ano letivo presencial pós-pandemia. Agora iremos apresentar aos órgãos competentes para que destinem ajuda financeira.

Vale destacar que a referida escola sempre foi um modelo para o município, sendo inclusive comparada às escolas particulares de outras cidades.


Novo abrigo

Recentemente a Prefeitura de Assis Brasil colocou em funcionamento o novo abrigo para acolhimento de estrangeiros em trânsito. O local é equipado e adequado para receber com mais dignidade os migrantes que por aqui passam. A obra foi construída com recursos do Governo Federal e ainda será inaugurada, mas já atende cerca de 14 pessoas.


“Concluímos esta importante obra iniciada na gestão anterior, fruto de recursos do Ministério da Cidadania. O espaço está sendo equipado graças a atuação conjunta da Prefeitura, Governo do Estado e Governo Federal, Ministério Público do Acre, Igreja Católica e diversas entidades nacionais e internacionais”, pontuou o prefeito.
0 comentário